Massa niveladora
fevereiro 28, 2020
Como encontrar fórmulas de tintas?
março 18, 2020

Entender a diferença entre textura e grafiato passa diretamente por vários atributos que ficam a cargo de cada um. Por exemplo: disponibilidade para contraste, decoração, controle da umidade e valores disponíveis.

Existem várias opções para revestir as paredes de uma casa e muitos tipos de materiais estão disponíveis. Assim também, o acabamento pode ser feito de modos diferentes e depende apenas da opção que cada um tem.

Se nas paredes do banheiro e cozinha, o uso de revestimentos cerâmicos é comum, para os demais cômodos a textura e grafiato se destacam. Dessa forma, confira a seguir as diferentes existentes entre ambos.

Qual a diferença entre textura e grafiato?

Os materiais possuem um resultado final parecido e por isso que existe a dúvida entre ambos. Da mesma forma, o grafiato é representado com algumas ranhuras e a textura pode ser texturizada ou arrepiada, veja abaixo as vantagens:

  • Aspecto decorativo– Se forem bem trabalhados, a textura e grafiato melhoram muito o aspecto visual de um ambiente. O grafiato é adequado para fachadas, já que a utilização é muito comum para esse fim.
  • Contraste– É muito útil para ambientes estáticos e com cor uniforme, mas a utilização requer cuidados e um profissional experiente. Logo, é comum encontrar pessoas se arriscam para fazer e o resultado final não fica bom.
  • Controle de umidade– Escolher a textura e grafiato, acreditando que resolverá o problema da umidade, é um erro. É importante atacar a raiz desse problema e não ter soluções que apenas mascarem a infiltração.
  • Lavável– Ambos podem ser lavados e facilitam o trabalho de limpeza, tanto para ambientes internos ou para os externos. Sendo assim, esse é um dos motivos que fazem com que as pessoas optem por ambas.

Deu para perceber que existem muitas semelhanças entre a textura e grafiato, não é mesmo? Por outro lado, é preciso ter as informações sobre cada um deles e a seguir será possível obter todos esses dados.

Grafiato

Primeiramente, é possível que tenham muitas gramaturas ou mesmo malha, conforme é conhecido, fazendo com que seja mais grossa. Logo depois, dá para formar riscos profundos e a aparência é marcante, trazendo pedrinhas maiores.

É possível que a malha seja fina e traz aqueles risquinhos mais sutis, sendo imperceptível quando foi aplicado. O processo de aplicação também é mais demorado exige mais de experiência do profissional que for aplicar.

Entre a textura e grafiato, o segundo requer que o trabalho seja feito em duas etapas. A primeira, é o processo de aplicação mesmo e basta “colocar a mão na massa”, enquanto que o segundo é apenas ligado a proceder com os riscos.

O grafiato não emenda, portanto, é preciso pegar uma parede e terminar, uma única vez e por isso é válido dominar o assunto. Posteriormente, a marca é perdida e o resultado, sem dúvidas, se torna cada vez mais piorado.

A textura e grafiato são usados muitas vezes e não existe um melhor ou pior, pois depende muito do aplicador. Ao mesmo tempo, vale destacar que o grafiato é mais usado nas áreas visíveis e permitem que a aparência fique melhor.

Textura

Antes de mais nada, a aplicação é com um rolo destinado a textura e o processo é parecido com a pintura. Contudo, é fundamental ter cuidado com a diluição e é primordial evitar que existam distinções no processo de aplicação.

Se o profissional não for bem preparado, a chance de as pontas serem pontiagudas é cada vez maior. Bem como, é necessário que a aplicação seja feita uma única fez e evitando que as marcas fiquem nas paredes.

O texto mostrou as informações sobre a aplicação de ambas e os cuidados necessários para que o resultado fique bom. Em suma, a escolha entre a textura e grafiato é apenas sua, mas sempre consulte um bom profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *